#45 Sobre os dois bens

#45 Sobre os dois bens

Nesta vida podemos desfrutar de dois tipos de bens: os internos e os externos. Se todas as pessoas tivessem esses dois tesouros, então o nosso mundo seria mais feliz.  A felicidade é o encontro harmônico entre esses dois bens. Quanto mais deles pudermos desfrutar tanto mais felizes seremos…

ler mais
#44 Um portador de alegrias

#44 Um portador de alegrias

Bruno é meu amigo. Uma das pessoas mais admiráveis que conheço. Passa de uma década sua dedicação a cuidar de pessoas sem possibilidade de cura. Tornou-se uma das maiores autoridades no tão delicado tema dos cuidados paliativos. Convive quase diariamente com o...

ler mais
#43 Felizes os que sendo fortes, fazem-se vulneráveis

#43 Felizes os que sendo fortes, fazem-se vulneráveis

Há uma diferença sútil, porém, profunda entre SER e FAZER-SE vulnerável. SOMOS vulneráveis quando, por exemplo, nascemos e vivemos numa situação social de extrema escassez. Existir em tal contexto é beijar diariamente a face da vulnerabilidade (mesmo em tais circunstâncias, somos vulneráveis, não fracos)…

ler mais
#41 O DJ

#41 O DJ

Chegamos em São Paulo, nos despedimos e cada um tomou uma direção, mas aquela nossa conversa não me saiu da cabeça. Até que recentemente me perguntei por que aquela história mexeu tanto comigo?
Enquanto o Milos me contava aquelas coisas, eu não sabia que aquilo que me emocionou e inquietou em
todo o seu relato, tinha a ver com uma palavra: SUCESSO. O sucesso é um importante componente da
felicidade. E se formos honestos conosco mesmos todos queremos ser bem-sucedidos…

ler mais
#39 Um escravo que virou filósofo

#39 Um escravo que virou filósofo

A vida infeliz tem raízes nesta nossa tendência de tratar como nossa responsabilidade as coisas que não estão sob o poder da nossa ação. Este erro nos leva a profundas perturbações interiores causadoras de tanta infelicidade…

ler mais
#38 A sutil arte de ligar o foda-se

#38 A sutil arte de ligar o foda-se

Logo de cara, meu pedido de desculpas pelo palavrão acima. Mas este é o título de um livro que me perseguiu. Passei por ele inúmeras vezes nas vitrines das livrarias nos muitos aeroportos por onde ando…

ler mais
#37 O Cara Entediado!

#37 O Cara Entediado!

O texto de hoje é parte do livro que escrevi e está a sua disposição, basta clicar aqui.

Todavia, minha admiração não conseguiu apagar a curiosidade de saber quais eram as reais razões do seu tédio. Como, onde e por que perdeu a fé em qualquer sentido para a existência. Me dei conta, examinando seus discursos, que por não ver um propósito, a vida perdeu o sabor…

ler mais

Inscreva-se com seu endereço de e-mail para receber novidades e lançamentos em primeira mão!