#13 É impossível ser feliz sozinho

por | abr 1, 2019 | 13 Comentários

Há uma diferença entre solitude e solidão. Quando intencionalmente, por um certo período de tempo, optamos por ficar a sós, para fazer algo que gostamos ou mesmo para a reflexão na busca de nos reconectar conosco mesmo, isso é solitude. Tenhamos ou não consciência disto, precisamos de um tempo para nós mesmos. Só nosso e de mais ninguém.

Felizes são as pessoas que podem e sabem viver a experiência de solitude. Assim como dependemos das nossas relações para sermos mais felizes, também necessitamos de uma certa dieta social, uma desintoxicação do excesso de relacionamento. Daí a beleza destes tempos de solitude, desta virgula que separa os momentos de conexão e de reconexão.

A solidão já é outro papo. É um estado para a qual somos empurrados ou nele nos colocamos. Tanto as circunstâncias quanto as nossas escolhas podem nos fazer pessoas solitárias. Enquanto a solitude é causa e consequência da felicidade, desconfio que a solidão é ao mesmo tempo fruto e produtora de infeliz tristeza. Parafraseando os rapazes do Legião Urbana numa de suas músicas eu diria que muitos demônios nascem do cansaço e da solidão.

Se estamos sozinhos e sozinhas temporariamente para um período de solitude, então saibamos que estamos plantando felicidade na horta da nossa existência. Que desta mesma horta sejam eliminadas as sementes da solidão, pois é impossível ser feliz sozinho!

13 Comentários

  1. Miriam

    Nada como a solitude…faz um bem, essa desintoxicação. Mas, não tinha feito uma relação com a felicidade.

    Muito bom a cada segunda,ser despertada, rumo a felicidade. Chô… solidão. Mais… solitude!

    Responder
  2. Fábio Ramos

    Nós últimos tempos tenho aprendido aprendi a rever alguns conceitos. Particularmente afirmações como essa, me acedem sinais amarelos, pois parecem comunicar uma certeza, que me dia estranha, emmse tratando do mistério que é a vida humana. Penso que o ser humano e complexo, o mistério da vida e suas dimensões variam muito, pois somos seres singulares. Talvez biologicamente, nem tanto, porém, quando entramos na seara de temas tão mergulhados na subjetividade, conclusões tão fechadas se revelem falhas. Acredito que o sistema bdr crenças, cultura e valores precisam ser considerados, pois vão influenciar muito quanto na uma necessidade ou não de uma relação comunitária com um parceiro (a) ou comunidade. Penso que para encontrar a chamada felicidade, seja necessário um mergulho interior profundo, algumas pessoas poderão fazê-lo sem a necessidade de rompimentos comunitários, outros encontrarão nesse caminho na solitude e até na solidão.

    Responder
  3. Catia Melo

    Fundamental é mesmo o amor: fileo, eros, ágape.
    Sem ele nada somos.
    Gratidão.

    Responder
  4. Cláudio

    Se esse tempo de solitude for em cima de uma motocicleta, numa estada, sem (ou com) destino, cortando um campo, uma montanha, com chuva ou com sol, a interiorização e a (re) energizacao fica perfeita. Alguém topa uma fugida rápida até a serra do Rio do Rastro?

    Responder
  5. Vandi

    As vezes há tantos “demônios” nos perseguindo que temos medo de ficar em solitude… entramos numa solidão devastadora, conquanto cheia de barulhos e de presenças distantes. “Sai “demônio”! Quero fficat sozinho!”

    Responder
    • Davi Pereira Botelho

      Na solitude eu encontro o caminho perfeito pra fugir da solidão! No mínimo, acabo me abrindo pra encontrar comigo mesmo…

      Responder
  6. Davi Pereira Botelho

    Não seria, justo nesse auto-encontro, o gde passo pro encontro com o divino?!

    Responder
  7. Renato

    Que maravilha!
    Sou feliz no silêncio, na solitude.
    Sou feliz com os amigos, com a família e com o divino.
    Sou feliz também, toda segunda feira com seu texto sobre felicidade.

    “Precisamos silenciar o corpo para ouvir o coração, silenciar o coração para ouvir a mente, silenciar a mente para ouvir o espírito, silenciar o espírito para ouvir o Espírito dEle.
    E em silêncio também teremos felicidade.”
    Santo Antônio do Deserto

    Responder
  8. Rosinha

    Quero desesperadamente mais solicitude na minha vida!!!!!

    Responder
  9. Simone Menezes

    Solitude é preciso. Já conheci a solidão e não a desejo nunca mais. Graças a Deus, tenho conhecido apenas a solitude.
    Toda segunda essas mensagens tem sido muito boas.

    Responder
    • Cláudia

      “Só há um caminho para a felicidade. Não nos preocuparmos com coisas que ultrapassam o poder da nossa vontade.” Epicuro.

      Responder
  10. suelenaverano@terra.com.br

    Tava aqui pensando sobre esse texto…
    Sempre fui muito falante e sempre adorei pessoas à minha volta. Descobri a solitude há pouco tempo e adorei, mas não descubro o tempo de reflexão. Talvez seja a máxima que uma avó sempre dizia: “Cabeça vazia, oficina do capeta”. Gosto de fazer várias coisas ao mesmo tempo e adoro ler, então, meus períodos (raros em que estou comigo mesma) de solitude são ocupados com ações e pensamentos, tudo misturado.

    Responder

Deixe uma resposta para Rosinha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se com seu endereço de e-mail para receber novidades e lançamentos em primeira mão!