#38 A sutil arte de ligar o foda-se

por | set 23, 2019 | 6 Comentários

Logo de cara, meu pedido de desculpas pelo palavrão acima. Mas este é o título de um livro que me perseguiu. Passei por ele inúmeras vezes nas vitrines das livrarias nos muitos aeroportos por onde ando. Sempre o desprezei. Achava que era uma leitura superficial e desnecessária. Sabe aquela coisa: não li e não gostei. Pois bem era assim que me sentia com relação a ele.

Um belo dia eu o vejo em cima da mesa do pequeno escritório que tenho em casa. Fiquei surpreso pois não tinha qualquer lembrança de tê-lo comprado. Como foi parar ali? Mistério. Pensei comigo, este livro está me perseguindo. Dei uma chance a ele, sem saber que estava dando a mim mesmo uma chance de me surpreender com um texto honesto, direto e muito simples.

Eu o li, como se diz, quase de uma sentada. Quem o lê na expectativa de que é um manual de autoajuda para virar a mesa, jogar tudo para o alto, não se importar com nada e nem ninguém, vai ter uma enorme decepção. Porque ao contrário do que o título possa sugerir, a sutil arte da qual fala é a de dar importância aquilo que realmente importa. É um livro sobre felicidade. Com singular honestidade o autor nos ensina a abraçar as nossas dores e desafia essa noção narcisista de que somos pessoas especiais e tudo de especial tem de acontecer conosco. Discernir aquilo que realmente vale a pena dar a nossa atenção. Eis aqui uma arte a ser aprendida. E quanto a tudo que é supérfluo e realmente não acrescenta nada à nossa existência, bem quanto a isso, aconselha nosso irreverente o autor, ….-.. !

P.S.

Quer saber como o livro foi parar misteriosamente na minha mesa? Clica aqui!

6 Comentários

  1. Alexandre de Lima.

    … ah! o hábito da leitura. Sou imensamente grato por essa maravilhosa dádiva!

    Responder
    • Miriam

      Estimular a leitura é muito nobre. tive vontade de ler o livro citado.Quem sabe acho por aqui.

      Responder
  2. Nomoto

    Foi um dos melhores livros que li nos últimos tempos.

    Responder
    • Eduardo Pedreira

      Sim meu amigo uma leitura fantástica.

      Responder
  3. Simone Menezes

    Estou terminando de ler “O segredo da Dinamarca” de Hellen Russell. Vivendo o caos que se encontra nosso país, não sei se foi uma boa ideia ler sobre a suposta tão grande felicidade do povo dinamarquês.

    Responder
    • Marli Verneque

      Ler muda o mundo: o nosso mundo! Gratidão professor! Muitas saudades das nossas aulas: momentos de grande sabedoria!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se com seu endereço de e-mail para receber novidades e lançamentos em primeira mão!