#48 Precisamos de Deus para ser felizes?

#48 Precisamos de Deus para ser felizes?

Claro que alguém pode ser feliz sem acreditar na existência de Deus. Do contrário, estaria condenando a infelicidade todas as pessoas com dificuldades intelectuais e emocionais de crer em um ser divino. Não posso aceitar este reducionismo…

#46 Quem cuida é mais feliz do que quem só se apaixona

#46 Quem cuida é mais feliz do que quem só se apaixona

Conheço dois tipos de pessoas. Aquelas que têm uma enorme facilidade para se apaixonar. Apaixonam-se -se por coisas novas, ideias novas, projetos novos, pessoas novas, mas com a mesma facilidade se desapaixonam. São meio bipolares. Alternam entre a adrenalina e a ressaca que esta montanha russa do se apaixonar e desapaixonar-se produz…

#45 Sobre os dois bens

#45 Sobre os dois bens

Nesta vida podemos desfrutar de dois tipos de bens: os internos e os externos. Se todas as pessoas tivessem esses dois tesouros, então o nosso mundo seria mais feliz.  A felicidade é o encontro harmônico entre esses dois bens. Quanto mais deles pudermos desfrutar tanto mais felizes seremos…

#44 Um portador de alegrias

#44 Um portador de alegrias

Bruno é meu amigo. Uma das pessoas mais admiráveis que conheço. Passa de uma década sua dedicação a cuidar de pessoas sem possibilidade de cura. Tornou-se uma das maiores autoridades no tão delicado tema dos cuidados paliativos. Convive quase diariamente com o...
#43 Felizes os que sendo fortes, fazem-se vulneráveis

#43 Felizes os que sendo fortes, fazem-se vulneráveis

Há uma diferença sútil, porém, profunda entre SER e FAZER-SE vulnerável. SOMOS vulneráveis quando, por exemplo, nascemos e vivemos numa situação social de extrema escassez. Existir em tal contexto é beijar diariamente a face da vulnerabilidade (mesmo em tais circunstâncias, somos vulneráveis, não fracos)…